Bem Vindas (os)

Nos últimos anos tenho elaborado alguns trabalhos para os Filhotes. Ao revê-los achei que se justificava a criação de um Blogue para os expor/partilhar. Daí surgiu a ideia de dar uma nova vida a este cantinho.
O que pretendo é mostrar os trabalhos que já estão feitos, com reciclagem e não só, e outros que forem surgindo.
Ideias não faltam, jeito (acho que não tenho muito, mas sinto que ao longo do tempo as coisas vão saindo cada vez mais perfeitas) e o gosto pela coisa abunda por estes lados.
Sempre que possível, colocarei o "passo a passo" pois, acho que, só assim é que estou realmente e partilhar - dando a oportunidade, a quem me visita, de poder também fazer estes trabalhos.

Espero que apreciem a visita e... comentem (só assim poderei melhorar/corrigir).

Divirtam-se e
Boas Ideias!

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Anjo de Natal

Já cheira a Nataaaaal!
Cá em casa já começámos com os preparativos e a prova disso é a ideia de hoje:


Um destes anjos já foi para a escolinha do Filhote. Era esse o desafio deste ano.
Foi a primeira vez que fizemos um anjo e, como tal, fizemos logo o par, para podermos ficar com um cá em casa.

Material:
- Embalagens de alumínio - usei as que costumam vir com comida, quando encomendamos uma refeição fora de casa.
- Rolos de papel de cozinha ou de papel higiénico.
- Papel castanho, para as mãos e rosto.
- Berlinde ou uma qualquer bolinha que dê para abrir.

Material de apoio:
- Tesoura.
- Agrafos.
- Cola quente.
- Lápis de cor ou canetas (para desenhar os olhos, boca e nariz) - eu usei caneta.

Tarefas:
* Como sempre, primeiro fiz uma pesquisa na internet.
* Depois fiz um protótipo em papel. A maior dificuldade foi nas asas. Há muitas opções - eu optei pelo formato de borboleta que, para mim que, sou um zero a desenho era, apesar de tudo, o mais fácil de concretizar. Depois de muito rabiscar lá me saiu a borboleta "ideal".
* Apresentar a ideia ao Filhote (foi logo aprovada!).

No passado domingo metemos, literalmente, as mãos à obra:


Quero só chamar a atenção para o cuidado a ter ao recortar a embalagem de alumínio. A película é muito fininha e "cortante". Os Filhotes já estão habituados a este material e manuseiam-no com muito cuidado. Mas, só depois de as peças estarem recortadas.

E agora é o momento de perguntarem: E a Filhota? Este ano não tem tarefa de Natal para a escola!?
Eu respondo: Tem e já está feita!

O tempo para publicar aqui não tem sido muito. Tenho andado muito
ocupada com os trabalhos na e  para  a escola. No sábado passado entrei
na escola por volta das 10,00 horas da manhã e saímos os três (Mamã e
Filhotes) depois da meia noite!!! Esta é uma história, divertida, que
contarei na próxima semana!

Espero que tenha ficado bem explicado e que tenham gostado! Se alguém se aventurar a fazer... quero saber como correu...

Continuação de uma ótima semana e... Boas Ideias!

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Estrelas Cadentes...

A ideia de hoje vai mostrar como os Filhotes fazem a estrela que publiquei aqui. O mesmo efeito, outos materiais:


Sim, eu sei, a foto tem a data do ano passado! Estas duas portas interiores foram decoradas com estas estrelas mas... este ano queremos decorar mais portas e, assim sendo, temos de fazer mais estrelas. Enquanto eu ando a fazer experiências com outros materiais, os Filhotes vão fazendo estrelas. Ah! Algumas das fotos também foram tiradas por eles! Achei que ficou tão bom que dispensa legendas! Ora vejam:


Que tal?

Continuação de boa semana e... Boas Ideias!

sábado, 16 de novembro de 2013

Estrelas, Fitas e Sinos... Reciclagem Natalícia

A ideia de hoje pretende mostrar como é que uma simples garrafa de plástico se transformou e decorou a nossa casa:


Sem mais demoras vamos ao passo a passo de cada um dos elementos:
* Estrelas:
                                                 - Cortar o fundo da garrafa,
com uma altura de cerca de 2 centímetros.
- Fazer cortes, mais ou menos até meio, na direção da dobra interior.
- Fazer os bicos, dobrando as pontas para o centro.



* Fitas:

- Cortar a garrafa, numa única fita, desde a base (depois de retirado o fundo) até à zona onde começa a afunilar.
* Sinos:
- Furar o centro da tampa.
- Passar, pelo furo, uma ou duas fitas (eu usei fita de embrulho).
- Na ponta, das fitas de embrulho, colocar outra tampa ou duas caricas. As caricas, quando batem uma na outra, emitem um "tilintar", principalmente, se o sino estiver numa zona exterior ou numa porta/can- cela.
- Se for necessário, cortar um pouco à base do sino.

E assim se enfeita uma casa com: qualidade, diversão e sem custos:


Espero que tenham gostado. Nós, por cá, divertimo-nos imenso a fazer os nossos enfeites e a decorar.

Continuação de bons preparativos para o Natal, bom fim de semana e... Boas Ideias!

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Uma Estrela... Um Desejo!

Este era o tema para o trabalho de Natal da escolinha, no ano passado:


O desafio consistia em elaborar uma estrela com materiais reciclados.
Cá em casa saí sempre tudo aos pares (não... não são gémeos mas... às vezes parece!).

Antes de continuar, quero só informar que estes trabalhos são sempre feitos em conjunto com os Filhotes:
* Começamos por falar sobre o que pretendemos (neste caso, eles só diziam que tinha de ser grande!);
* Pesquisamos e vamos "discutindo" ideias;
* Fazemos experiências (muitas vezes com materiais diferentes daqueles que serão os finais);
* Até chegarmos a um consenso:


Ao contrário do trabalho das Botas de Natal (no qual eles participaram ativamente em todas as fases) neste eu não deixei que assim fosse - estou a referir-me às fases de cortar e enrolar as tiras de alumínio.

Aqui fica mais uma ideia para este Natal. É muito simples de fazer. Todos os materiais são reciclados. Depois de fazer estas duas estrelas... "em tamanho grande!", fizemos outras, mais pequenas e, com outros materiais. Os Filhotes fazem-nas muito bem sozinhos. Vou pedir que façam algumas e coloco fotos para verem...

Espero que tenham gostado e se tiverem dúvidas, é só perguntar.
Boa semana e... Boas Ideias!

sábado, 9 de novembro de 2013

Botas de Natal

A ideia de hoje foi elaborada, em 2011, para um trabalhinho da escolinha dos Filhotes:


O pedido referia-se a uma bota ou uma meia, para enfeitar o espaço...

Não fui em modas e resolvi fazer logo a bota. A minha ideia era fazer algo de pouco convencional. Ou seja, fugir à tradicional bota/meia que se pendura na chaminé/lareira. Mas ao mesmo tempo algo que desse para pendurar, portanto não podia ser pesado. O material usado foram caixas de postais de natal da Unicef (olha a publicidade!) que guardei em tempos e aguardavam, pacientemente no sótão, por uma oportunidade para serem novamente usadas.

Na altura não sonhava sequer com este cantinho e, como tal, não fiz passo a passo. Tentarei explicar o melhor possível as fases do trabalho. A visualização do slideshow ajudará a compreender a explicação.
Usei como modelos um chinelo e uma bota.
Chinelo:
* Desenhei a sola do chinelo numa caixa e recortei-a;
* Depois fiz a parte de cima. Metade de cada vez. Deixei uma margem para fazer as uniões (ou seja, fiz maior do que o modelo);
* Uni as duas metades, pelo lado do avesso, com agrafos;
* Também com agrafos, fiz a união à sola. Fiz alguns cortes na parte que virou para baixo no sentido de ficar com a parte da frente o mais redonda possível, acompanhando a sola (tal como mostro no slideshow);

Olhem para a foto e (retirando o cano e a parte branca) imaginem um chinelo. O facto de fazer a parte de cima em duas metades fez com que ficasse aberto (não achatado).

Bota:
Fiz um canudo com duas caixas. Usei, novamente o agrafador e também fita cola;
* As laterais que, normalmente estão dobradas para dentro e dão altura à caixa, serviram na base para fixar à sola e no alto virei para fora (parte branca).

Fiquei com uma bota com "defeito": havia um buraco entre a parte de cima do chinelo e o cano! Tapei com um pouco de cartão virado do avesso.

Após três horas de trabalho, foi este o resultado:


Felizmente no final da época natalícia os Filhotes trouxeram as botas para casa. No ano passado fizeram parte da decoração e este ano, com certeza, também farão. São iguais, mas cada um dos Filhotes sabe perfeitamente qual é a sua! No ano passado quando o bom velhinho veio, pela noite, deixar as suas lembrancinhas não se enganou!

Mais um àparte para as meninas brasileiras: há dias tive de ir consultar o meu
amigo google, quando uma amiga me falou de um "grampeador"! Pois  imagino
que vos possa ter acontecido o mesmo quando falei em "agrafos e agrafador".
Aqui fica o esclarecimento: agrafos = grampos; agrafador = grampeador.
Acho que vou criar um dicionário!

Voltarei em breve com mais ideias para o Natal. Até lá, bom fim de semana e... Boas Ideias!

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Atelier/Oficina do "Ideias..."

É isso mesmo meninas, o "Ideias..." tem um cantinho só dele, não só virtual,
como também físico:


A ideia para o montar, já por cá andava há algum tempo, faltava a disponibilidade do Mô para pormos mãos à obra. E foi numa bela tarde de julho.
O meu principal objetivo era reutilizar umas redes que, unidas formam cubos e, foram os meus primeiros móveis! Eu queria, porque queria, fazer umas prateleiras suspensas com as ditas redes. Expus a ideia ao Mô e, no dia, depois de irmos comprar umas tábuas... inventa daqui... ajusta dacolá... eis o resultado:


Agora tenho o meu cantinho para trabalhar! Ficou original e muito prático. As prateleiras suspensas ficaram tal e qual como eu queria. Obrigada Mô!

Mais uma ideia bem ao meu jeito... baratinha!

Aproveito para informar que já visitei todas as novas seguidoras.. sejam bem vindas!

Continuação de boa semana e... Boas Ideias!

domingo, 3 de novembro de 2013

Bruxa, Fantasma e Drácula

Esta ideia não estava nos planos para publicação. Mas, embora atrasado, aqui fica o registo:


Na passada sexta-feira houve festa na escolinha dos Filhotes. O convite exigia: "traje a rigor assustador".

Então tivemos:

Mamã Bruxa - emendei dois sacos de plástico do lixo para o vestido (até ficou engraçado: abaixo do joelho tinha um folho) e usei o chapéu que fiz para a Filhota no ano passado. A cabeleira... era a minha!
O passo a passo está aqui.
   

Filhota Fantasma - tam- bém com sacos de plástico do lixo, desta vez brancos.
Para o vestido usei um saco e meio, emendados na largura, e com a metade que sobrou fiz o carapuço.

É de salientar que era o único fantasminha da festa.
   
Filhote Drácula - também lhe fiz um fato de fantasma mas... ele insistiu que queria ir de drácula e lá repetiu o fato do ano passado e do carnaval!
O passo a passo pode ser visto aqui e aqui.

Não fiz nada de inovador! Na festa havia fantasias muito mais elaboradas e por isso mais assustadoras! As nossas eram únicas, uma vez mais, pelos materiais usados!

Votos de um início de semana pacífico, sem grandes sustos e... Boas Ideias!

Saias...

... franzidas e de pregas:


A ideia de hoje é simples e pode ajudar muitas Mamãs no seu dia a dia ou numa necessidade de última hora, como foi o caso.

Estas saias foram feitas para as festas de final de ano letivo dos Filhotes, em anos diferentes (a azul no ano passado e as outras duas este ano).

* A saia azul foi a minha primeira aventura por esta área. Os tecidos foram fornecidos pela escola. O vermelho tinha de respeitar uma determinada distância entre as duas faixas. O objetivo era colar as flores de plástico autocolante, entre elas. Tirando o cuidado que tive com o detalhe das faixas, foi muito fácil de fazer:
- Unir a peça de tecido;
- Fazer a bainha inferior;
- Coser as faixas;
- Fazer uma bainha na parte superior e colocar o elástico;
Muito simples e rápido. O resultado final agradou-me, tirando dois aspectos, para mim muito importantes: achei que a saia tinha roda a mais e, talvez por esse motivo (ou não!), ficava muito armada!

* Este ano tive de fazer esta vermelha. Ainda mais simples do que a anterior.
Para não correr o mesmo risco do ano anterior, resolvi não usar todo o tecido, que a Filhota trouxe da escola. A olhómetro, cortei o excesso. Mesmo assim achei que iria armar muito, pois o tecido era muito teso. Consultei o amigo google e aprendi que, o segredo era fazer uma bainha alta. A saia ficava mais pesada na base e não armaria tanto. "Se bem aprendo... bem o faço!".
E, este ano, a saia da Filhota estava totalmente do meu agrado: na altura ideal, sem demasiado franzido e sem armar muito... caiu-lhe que nem uma luva!
Depois de feita foram colados os manjericos, também de plástico autocolante.

* A saia de pregas, foi para mim. Alguns Pais apresentaram uma coreografia e a exigência para as Mães era irem de saia de pregas xadrez. Supostamente éramos colegiais! O tecido foi-me oferecido e lá embarquei eu numa aventura... 
A bem da verdade, pensei que ia ser mais difícil! Claro que pesquisei para aferir alguns truques, mas tudo o que vi era muito complicado, como por exemplo (e isto é para quem sabe) a questão da medida na cintura ser diferente da medida na anca... O meu problema era "casar" o xadrez. Não fui capaz! Então, resolvi fazer tudo a direito e ver no que é que dava:
- Comecei por fazer as pregas: primeiro prendi-as com alfinetes, depois passei um alinhavo e finalmente meti-as na máquina;
- Medi a altura que pretendia (acima do joelho) e fiz a bainha alta;
- Depois uni a peça. Esta foi a parte mais difícil, pois a união tinha de ficar por baixo de uma prega. Mas lá consegui. Não fechei totalmente até acima para me facilitar vesti-la, já que a medida era a da minha cintura;
- Por fim, fiz um cinto e cosi-o na parte de cima da saia. Para fechar usei colchetes.
Devo informar que o resultado saiu melhor do que eu esperava. Tanto, que faz parte do meu guarda roupa e já a usei várias vezes. A Filhota adorou a saia e já me pediu uma igual. Vamos ver se me aventuro e se me saio tão bem!

E aqui estamos nós as duas prontinhas para as nossas atuações:


Continuação de bom fim de semana e... Boas Ideias!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...