Bem Vindas (os)

Nos últimos anos tenho elaborado alguns trabalhos para os Filhotes. Ao revê-los achei que se justificava a criação de um Blogue para os expor/partilhar. Daí surgiu a ideia de dar uma nova vida a este cantinho.
O que pretendo é mostrar os trabalhos que já estão feitos, com reciclagem e não só, e outros que forem surgindo.
Ideias não faltam, jeito (acho que não tenho muito, mas sinto que ao longo do tempo as coisas vão saindo cada vez mais perfeitas) e o gosto pela coisa abunda por estes lados.
Sempre que possível, colocarei o "passo a passo" pois, acho que, só assim é que estou realmente e partilhar - dando a oportunidade, a quem me visita, de poder também fazer estes trabalhos.

Espero que apreciem a visita e... comentem (só assim poderei melhorar/corrigir).

Divirtam-se e
Boas Ideias!

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Argolas de Guardanapos (II)

No mês passado a Filhota fez anos. Para as lembrancinhas dos convidados, resolvi repetir as argolas de guardanapos feitas de garrafas de plástico:


Em fevereiro passado já tinha apresentado estas duas que fiz cá para casa.

Para fazer a flor, desta vez, usei uma técnica diferente: em vez de passar as pétalas na vela, resolvi dobrar em bico. Gostei do efeito e deu muito menos trabalho. Para unir todas as peças usei cola quente (foi a minha primeira experiência com este material). Inicialmente não correu muito bem: ora a cola estava quente demais e derretia o plástico (principalmente na argola) ora estava pouco quente e não colava. Lá me fui adaptando e após algumas argolas derretidas:


Mais uma prendinha muito baratinha, bem ao meu jeito!
Lá diz o velho ditado: "no poupar é que está o ganho!". Eu diria que "não gasto com a reciclagem!".

O detalhe que aparece nos guardanapos "1 D" é, para quem não sabe, o símbolo da banda "One Direction". São os ídolos da Filhota!

Continuação de uma boa semana para todas. Obrigada pelos "recadinhos" e, já agora, dou as boas vindas à Helena.

Boas Ideias!

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Tapete de Trapilho (I)

Terminei o meu desafio! Finalmente!

Tapete de Trapilho

Valeu a pena todo o trabalho!

A Ideia:
Já por cá andava há muito tempo, só ainda não tinha encontrado a fórmula que mais me agradava. O meu lema "ter o menor custo possível" não era fácil de concretizar, pois todas as soluções que encontrava me obrigavam a adquirir este ou aquele material.
Um dia, deparei-me com esta solução, no blogue da Joana "Agulhas e Pincéis". Não segui a "receita" à risca, fiz as minhas adaptações. Por exemplo: como queria o tapete muito cheínho não usei nenhuma distância específica entre cada linha, fui cosendo, cosendo, ..., tudo muito juntinho. Apenas marquei/risquei o meio da base para saber onde fazer a divisão das cores. E, no final, resolvi dar os nós.

Materiais:
A base foi feita com os 3 pares de pernas que retirei das calças de ganga do Filhote aqui.
Os trapinhos (ou trapilhos, nunca sei muito bem como lhes chamar!) são o aproveitamento de roupas velhas (tshirts e calções de malha). Todos os anos faço separação da roupa que já não serve aos Filhotes - a que ainda está em condições de uso dou a quem necessita, a restante (com nódoas/manchas e já muito gastas) guardo, pois pode vir a fazer jeito. A roupa da Mamã e do Papá, regra geral, vai diretamente para o caixote da reciclagem.

O Destino:
Em nossa casa há muitas regras e uma delas é: ao entrar, o calçado da rua fica no primeiro/segundo degrau das escadas e daí para dentro usamos chinelos/pantufas (a exceção é para as visitas, claro!). Este "fofinho" tem lugar reservado no segundo degrau, que é o degrau dos Filhotes, daí a divisão das cores.

Características:
Dimensões: 1,05 * 0,30 
Da esquerda para a direita:
* 4 linhas de branco
* 71 linhas de rosa
* 8 linhas de branco
* 75 linhas de azul
* 4 linhas de branco
Cada linha começa e termina com 4 trapinhos brancos e tem ao todo 27 trapinhos.

No passo a passo abaixo explico tudinho, desde o trapilho ao produto final:
Cronometrei a produção do tapete, ou seja, desde que comecei a coser até que terminei o último nó - foram cerca de 18 horas de trabalho:
* Tempo médio para coser uma linha: 3,5 minutos
* Tempo médio para dar os nós numa linha: 3 minutos

O trapilho, fui fazendo. Normalmente cortava uma ou duas peças de roupa enquanto esperava que a máquina da roupa terminasse, enquanto aguardava o almoço/jantar ficar pronto, ... Enfim não foi de empreitada e, como tal, não tenho a noção do tempo. Mas foram muitas, muitas tshirts e alguns calções. Neste ponto, e no que diz respeito às quantidades, a única referência que posso dar é que a meio do azul fiquei sem branco e nessa altura tive de fazer mais trapilho. Usei duas Tshirts do Mô para poder terminar o trabalho. Nas partes rosa e azul usei, essencialmente, roupas dos Filhotes (tamanhos bem mais pequenos - maior quantidade de peças).

Tenho material para fazer outro (para o primeiro degrau). Vamos ver se consigo fazê-lo ainda antes do Natal!

Espero que tenham gostado. Eu cá gostei muito!

Boa semana e... Boas Ideias!


Atualização

O segundo tapete também já está prontinho: "Tapete de Trapilho (II)"

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Ponto de Cruz - Colcha

Era um simples pano de tabuleiro.


Para os meus padrões: nem muito complicado, nem muito simples. Com boa memória visual fazia-se bem...

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Bolachas de Canela

Este recomeço, pós férias, está difícil. Esta publicação já devia ter saído na quinta-feira passada, mas...
Falemos de coisas mais agradáveis: o que acham deste  recomeço?


Se não for para apreciarmos, será mais pelo prazer da diversão e confusão instalados por toda a cozinha, graças aos Filhotes.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...