Bem Vindas (os)

Nos últimos anos tenho elaborado alguns trabalhos para os Filhotes. Ao revê-los achei que se justificava a criação de um Blogue para os expor/partilhar. Daí surgiu a ideia de dar uma nova vida a este cantinho.
O que pretendo é mostrar os trabalhos que já estão feitos, com reciclagem e não só, e outros que forem surgindo.
Ideias não faltam, jeito (acho que não tenho muito, mas sinto que ao longo do tempo as coisas vão saindo cada vez mais perfeitas) e o gosto pela coisa abunda por estes lados.
Sempre que possível, colocarei o "passo a passo" pois, acho que, só assim é que estou realmente e partilhar - dando a oportunidade, a quem me visita, de poder também fazer estes trabalhos.

Espero que apreciem a visita e... comentem (só assim poderei melhorar/corrigir).

Divirtam-se e
Boas Ideias!

sábado, 21 de dezembro de 2013

Estrelas e Estrelinhas

Este ano, na hora de enfeitar a árvore de natal, os Filhotes tiveram uma surpresa!


Para substituir as bolas prateadas da nossa árvore, fiz umas estrelas com as
 embalagens de alumínio. Fiz em dois tamanhos.

Material:
- Embalagens de alumínio (usei apenas os fundos).
- Fita de embrulho, para pendurar.

Material de apoio:
- Lápis.
- Tesoura.

Gostei tanto do efeito que acabei por fazer mais, para decorar algumas janelas e vidros:


Juntando os enfeites feitos no ano passado e os que fizemos este ano conseguimos, mais uma vez, decorar a nossa casa com alegria...

Feliz Natal! 

domingo, 15 de dezembro de 2013

Centro de mesa

Hoje vou mostrar o meu novo centro de mesa:

Centro de Mesa de Natal

E, lamentando desde já a minha falta de modéstia, tenho de dizer... ficou muito bonito!

A base foi feita com os fundos de garrafas, usando a mesma técnica desta Coroa de Natal.

Material:
- Base com 20 fundos de garrafa.
- Fita de embrulho.
- 2 sacos rede (usei os sacos que costumam vir com as cebolas, alhos, ...).
- Frasco de vidro.
- Areia.
- Embalagens de alumínio.
- Vela.

Material de apoio:
- Lápis.
- Tesoura.
- Cola quente.

Espero que tenham gostado eu, como já disse no início desta publicação, acho que ficou muito bonito!
Mais uma ideia fácil de concretizar e, correndo o risco de ser repetitiva, bem ao meu jeito: a custo zero!
Basta-nos olhar à nossa volta... há sempre alguma coisinha, destinada ao lixo, que pode ser usada para dar uma nova vida à nossa mesa!

Votos de uma boa semana, continuação de bons preparativos para o Natal e... Boas Ideias!

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Coroa de Natal (II)

Dando continuidade aos enfeites de Natal, hoje trago mais uma Coroa de Natal:

Guirlanda de Natal com Rolos de Papel

Sendo com rolos de papel o seu lugar é dentro de casa. Resolvi colocá-la no cortinado da sala de jantar (presa com alfinetes).

Cheguei a visualizar um passo a passo no youtube desta coroa. A menina usava cola para unir as "pétalas", eu resolvi usar agrafos. Para a decoração, usei umas flores de cartão, feitas com esta técnica.

Usei 15 rolos de papel higiénico: cada rolo tem cerca de 9 cm. A primeira e segunda fileiras têm 25 "pétalas" cada uma e a terceira tem 9:

Concluindo: muito fácil e rápida de fazer e, muito importante, a custo zero!

A coroa lá está firme: o cortinado ganhou nova vida, sobe, desce, balança,... e ela ainda não caiu!

Para as mais corajosas aqui fica o desafio...
Bom trabalho e... Boas Ideias!

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Coroa de Natal (I)

Hoje vou mostrar como fizemos 
(sim, uma vez mais explorei o trabalho infantil cá de casa!)
a nossa Coroa de Natal:


Este foi o nosso primeiro trabalho para o Natal... ainda o mês de
novembro não ia a meio!

Já tinha visto esta ideia, na internet, no ano passado mas, por falta de material, foi impossível pô-la em prática. Este ano, preveni-me e comecei a juntar as garrafas de plástico com muita antecedência.
A base foi feita por mim, embora os Filhotes tenham andado à minha volta a chegar garrafas, ..., guardar a parte rejeitada (que depois foi usada na escola para fazer fitas e sinos), ..., enfim sempre a cutucar-me!

E depois da base pronta entraram os Filhotes em ação para a decorar:


No passado dia 1, colocámo-la na nossa porta de entrada... é o nosso orgulho... os Filhotes fazem questão, e não se cansam, de dizer que foram eles que decoraram. A que fiz na escola também já foi exposta.

Hoje deixei aqui mais um exemplo de como podemos fazer um enfeite de Natal bem bonito, no conforto das nossas casas e com a colaboração da família. Temos é de disponibilizar-mo-nos para isso. A tarde em que estivemos a decorar a coroa, traduziu-se numas horas sem "maquinetas",... , muitas brincadeiras e risotas pelo meio e... ao ar livre.
Foi muito divertido! Começámos bem e ficámos muito animados para o que viria a seguir...
Ah! E querem saber quanto gastei com este enfeite? Eu digo: 0,00 (zero)!
Quem se quiser aventurar ainda vai a tempo...

E agora mais um termo para o meu "dicionário". Em Portugal
 dizemos Coroa / Grinalda / Regueifa (esta última nalgumas
zonas). No Brasil é Guirlanda.

Boa semana e... Boas Ideias!

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Calendário do Advento

Mas que aventura...



Este foi o último trabalho que fiz para o Natal deste ano mas, por razões óbvias, é o primeiro a ser apresentado (já foi inaugurado).

Também foi o que me deu mais luta:
* Não fazia a mínima ideia como havia de o fazer!
* Primeiro pensei em usar caixas de ovos (de uma dúzia). Bastavam duas. Um papel bonito. Atividades lá para dentro e... já está. Bem me enganei! Não deu resultado, pois eu queria colocar 4 atividades para cada dia e não havia espaço suficiente para tanta atividade...
* Resolvi então usar embalagens de iogurte/queijo fresco/gelatina. Foi uma "correria" para conseguir juntar material suficiente. Só no último dia de novembro é que consegui as 24 embalagens:
   - Quando alinhei as embalagens apercebi-me que não tinham todas a mesma altura! Com pedaços de cartão lá resolvi a questão.
   - Estava o primeiro obstáculo ultrapassado e deparei-me com a necessidade de tapar as laterais. Com quê? Tinha de ser um material que acompanhasse o formato do calendário e, mais uma vez, recorri às embalagens de alumínio. 
   - Mais um obstáculo ultrapassado e (após uma eternidade a pensar/escrever 4 atividades vezes 24 dias) só faltava a cobertura. Aqui cometi um grande erro - medi o papel pela base do calendário esquecendo-me que as embalagens são afuniladas na base. Resultado: a cobertura ficou pequena e eu não tinha mais papel... há que fazer umas emendas.
   - Ufa! Finalmente terminei! O nosso primeiro Calendário do Advento ficou, modéstia à parte, espetacular.

Mais que as palavras, as imagens para o comprovar:


Tudo foi feito no mais absoluto segredo. Os Filhotes, quando o viram, deliraram!
E, sem reclamação alguma, aceitaram as regras que criei para o pleno e bom funcionamento do nosso Calendário.

Até já e... Boas Ideias!

domingo, 1 de dezembro de 2013

Menino Jesus

Este é o trabalho da escola da Filhota:


Segunda-feira lá vai, para ser exposto no hall de entrada onde ficará até terminarem as festas e para ser visto por toda a comunidade.

Material:
- Papel ou saco prateado - eu usei uma embalagem de vinho (aquelas que vêm nas boxes de 5 litros).
- Papel grosso ou cartolina, para o corpo.
- Papel castanho, para o rosto e pescoço.
- Medidor de detergente, para a cabeça.
- Arame ou outro material, para a auréola - eu usei o remate superior das embalagens de alumínio.

Material de apoio:
- Tesoura.
- Cola quente.
- Fita cola.
- Lápis de cor.

Tarefas:
* Consultei o meu "grande amigo google" e visualizei alguns presépios.
* Separei os materiais.
* Expus a ideia à Filhota que não ficou muito convencida mas, depois de visitar o "meu amigo", rendeu-se.

Um dos serões desta semana foi assim:

Se houvesse tempo ainda fazíamos um presépio cá para casa! Amanhã (ou seja, mais logo!) vamos fazer a nossa decoração e ainda tenho algumas coisitas para terminar... fica para o ano que vem!

Bom fim de semana, continuação de bons preparativos para o Natal e... Boas Ideias!

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Anjo de Natal

Já cheira a Nataaaaal!
Cá em casa já começámos com os preparativos e a prova disso é a ideia de hoje:


Um destes anjos já foi para a escolinha do Filhote. Era esse o desafio deste ano.
Foi a primeira vez que fizemos um anjo e, como tal, fizemos logo o par, para podermos ficar com um cá em casa.

Material:
- Embalagens de alumínio - usei as que costumam vir com comida, quando encomendamos uma refeição fora de casa.
- Rolos de papel de cozinha ou de papel higiénico.
- Papel castanho, para as mãos e rosto.
- Berlinde ou uma qualquer bolinha que dê para abrir.

Material de apoio:
- Tesoura.
- Agrafos.
- Cola quente.
- Lápis de cor ou canetas (para desenhar os olhos, boca e nariz) - eu usei caneta.

Tarefas:
* Como sempre, primeiro fiz uma pesquisa na internet.
* Depois fiz um protótipo em papel. A maior dificuldade foi nas asas. Há muitas opções - eu optei pelo formato de borboleta que, para mim que, sou um zero a desenho era, apesar de tudo, o mais fácil de concretizar. Depois de muito rabiscar lá me saiu a borboleta "ideal".
* Apresentar a ideia ao Filhote (foi logo aprovada!).

No passado domingo metemos, literalmente, as mãos à obra:


Quero só chamar a atenção para o cuidado a ter ao recortar a embalagem de alumínio. A película é muito fininha e "cortante". Os Filhotes já estão habituados a este material e manuseiam-no com muito cuidado. Mas, só depois de as peças estarem recortadas.

E agora é o momento de perguntarem: E a Filhota? Este ano não tem tarefa de Natal para a escola!?
Eu respondo: Tem e já está feita!

O tempo para publicar aqui não tem sido muito. Tenho andado muito
ocupada com os trabalhos na e  para  a escola. No sábado passado entrei
na escola por volta das 10,00 horas da manhã e saímos os três (Mamã e
Filhotes) depois da meia noite!!! Esta é uma história, divertida, que
contarei na próxima semana!

Espero que tenha ficado bem explicado e que tenham gostado! Se alguém se aventurar a fazer... quero saber como correu...

Continuação de uma ótima semana e... Boas Ideias!

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Estrelas Cadentes...

A ideia de hoje vai mostrar como os Filhotes fazem a estrela que publiquei aqui. O mesmo efeito, outos materiais:


Sim, eu sei, a foto tem a data do ano passado! Estas duas portas interiores foram decoradas com estas estrelas mas... este ano queremos decorar mais portas e, assim sendo, temos de fazer mais estrelas. Enquanto eu ando a fazer experiências com outros materiais, os Filhotes vão fazendo estrelas. Ah! Algumas das fotos também foram tiradas por eles! Achei que ficou tão bom que dispensa legendas! Ora vejam:


Que tal?

Continuação de boa semana e... Boas Ideias!

sábado, 16 de novembro de 2013

Estrelas, Fitas e Sinos... Reciclagem Natalícia

A ideia de hoje pretende mostrar como é que uma simples garrafa de plástico se transformou e decorou a nossa casa:


Sem mais demoras vamos ao passo a passo de cada um dos elementos:
* Estrelas:
                                                 - Cortar o fundo da garrafa,
com uma altura de cerca de 2 centímetros.
- Fazer cortes, mais ou menos até meio, na direção da dobra interior.
- Fazer os bicos, dobrando as pontas para o centro.



* Fitas:

- Cortar a garrafa, numa única fita, desde a base (depois de retirado o fundo) até à zona onde começa a afunilar.
* Sinos:
- Furar o centro da tampa.
- Passar, pelo furo, uma ou duas fitas (eu usei fita de embrulho).
- Na ponta, das fitas de embrulho, colocar outra tampa ou duas caricas. As caricas, quando batem uma na outra, emitem um "tilintar", principalmente, se o sino estiver numa zona exterior ou numa porta/can- cela.
- Se for necessário, cortar um pouco à base do sino.

E assim se enfeita uma casa com: qualidade, diversão e sem custos:


Espero que tenham gostado. Nós, por cá, divertimo-nos imenso a fazer os nossos enfeites e a decorar.

Continuação de bons preparativos para o Natal, bom fim de semana e... Boas Ideias!

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Uma Estrela... Um Desejo!

Este era o tema para o trabalho de Natal da escolinha, no ano passado:


O desafio consistia em elaborar uma estrela com materiais reciclados.
Cá em casa saí sempre tudo aos pares (não... não são gémeos mas... às vezes parece!).

Antes de continuar, quero só informar que estes trabalhos são sempre feitos em conjunto com os Filhotes:
* Começamos por falar sobre o que pretendemos (neste caso, eles só diziam que tinha de ser grande!);
* Pesquisamos e vamos "discutindo" ideias;
* Fazemos experiências (muitas vezes com materiais diferentes daqueles que serão os finais);
* Até chegarmos a um consenso:


Ao contrário do trabalho das Botas de Natal (no qual eles participaram ativamente em todas as fases) neste eu não deixei que assim fosse - estou a referir-me às fases de cortar e enrolar as tiras de alumínio.

Aqui fica mais uma ideia para este Natal. É muito simples de fazer. Todos os materiais são reciclados. Depois de fazer estas duas estrelas... "em tamanho grande!", fizemos outras, mais pequenas e, com outros materiais. Os Filhotes fazem-nas muito bem sozinhos. Vou pedir que façam algumas e coloco fotos para verem...

Espero que tenham gostado e se tiverem dúvidas, é só perguntar.
Boa semana e... Boas Ideias!

sábado, 9 de novembro de 2013

Botas de Natal

A ideia de hoje foi elaborada, em 2011, para um trabalhinho da escolinha dos Filhotes:


O pedido referia-se a uma bota ou uma meia, para enfeitar o espaço...

Não fui em modas e resolvi fazer logo a bota. A minha ideia era fazer algo de pouco convencional. Ou seja, fugir à tradicional bota/meia que se pendura na chaminé/lareira. Mas ao mesmo tempo algo que desse para pendurar, portanto não podia ser pesado. O material usado foram caixas de postais de natal da Unicef (olha a publicidade!) que guardei em tempos e aguardavam, pacientemente no sótão, por uma oportunidade para serem novamente usadas.

Na altura não sonhava sequer com este cantinho e, como tal, não fiz passo a passo. Tentarei explicar o melhor possível as fases do trabalho. A visualização do slideshow ajudará a compreender a explicação.
Usei como modelos um chinelo e uma bota.
Chinelo:
* Desenhei a sola do chinelo numa caixa e recortei-a;
* Depois fiz a parte de cima. Metade de cada vez. Deixei uma margem para fazer as uniões (ou seja, fiz maior do que o modelo);
* Uni as duas metades, pelo lado do avesso, com agrafos;
* Também com agrafos, fiz a união à sola. Fiz alguns cortes na parte que virou para baixo no sentido de ficar com a parte da frente o mais redonda possível, acompanhando a sola (tal como mostro no slideshow);

Olhem para a foto e (retirando o cano e a parte branca) imaginem um chinelo. O facto de fazer a parte de cima em duas metades fez com que ficasse aberto (não achatado).

Bota:
Fiz um canudo com duas caixas. Usei, novamente o agrafador e também fita cola;
* As laterais que, normalmente estão dobradas para dentro e dão altura à caixa, serviram na base para fixar à sola e no alto virei para fora (parte branca).

Fiquei com uma bota com "defeito": havia um buraco entre a parte de cima do chinelo e o cano! Tapei com um pouco de cartão virado do avesso.

Após três horas de trabalho, foi este o resultado:


Felizmente no final da época natalícia os Filhotes trouxeram as botas para casa. No ano passado fizeram parte da decoração e este ano, com certeza, também farão. São iguais, mas cada um dos Filhotes sabe perfeitamente qual é a sua! No ano passado quando o bom velhinho veio, pela noite, deixar as suas lembrancinhas não se enganou!

Mais um àparte para as meninas brasileiras: há dias tive de ir consultar o meu
amigo google, quando uma amiga me falou de um "grampeador"! Pois  imagino
que vos possa ter acontecido o mesmo quando falei em "agrafos e agrafador".
Aqui fica o esclarecimento: agrafos = grampos; agrafador = grampeador.
Acho que vou criar um dicionário!

Voltarei em breve com mais ideias para o Natal. Até lá, bom fim de semana e... Boas Ideias!

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Atelier/Oficina do "Ideias..."

É isso mesmo meninas, o "Ideias..." tem um cantinho só dele, não só virtual,
como também físico:


A ideia para o montar, já por cá andava há algum tempo, faltava a disponibilidade do Mô para pormos mãos à obra. E foi numa bela tarde de julho.
O meu principal objetivo era reutilizar umas redes que, unidas formam cubos e, foram os meus primeiros móveis! Eu queria, porque queria, fazer umas prateleiras suspensas com as ditas redes. Expus a ideia ao Mô e, no dia, depois de irmos comprar umas tábuas... inventa daqui... ajusta dacolá... eis o resultado:


Agora tenho o meu cantinho para trabalhar! Ficou original e muito prático. As prateleiras suspensas ficaram tal e qual como eu queria. Obrigada Mô!

Mais uma ideia bem ao meu jeito... baratinha!

Aproveito para informar que já visitei todas as novas seguidoras.. sejam bem vindas!

Continuação de boa semana e... Boas Ideias!

domingo, 3 de novembro de 2013

Bruxa, Fantasma e Drácula

Esta ideia não estava nos planos para publicação. Mas, embora atrasado, aqui fica o registo:


Na passada sexta-feira houve festa na escolinha dos Filhotes. O convite exigia: "traje a rigor assustador".

Então tivemos:

Mamã Bruxa - emendei dois sacos de plástico do lixo para o vestido (até ficou engraçado: abaixo do joelho tinha um folho) e usei o chapéu que fiz para a Filhota no ano passado. A cabeleira... era a minha!
O passo a passo está aqui.
   

Filhota Fantasma - tam- bém com sacos de plástico do lixo, desta vez brancos.
Para o vestido usei um saco e meio, emendados na largura, e com a metade que sobrou fiz o carapuço.

É de salientar que era o único fantasminha da festa.
   
Filhote Drácula - também lhe fiz um fato de fantasma mas... ele insistiu que queria ir de drácula e lá repetiu o fato do ano passado e do carnaval!
O passo a passo pode ser visto aqui e aqui.

Não fiz nada de inovador! Na festa havia fantasias muito mais elaboradas e por isso mais assustadoras! As nossas eram únicas, uma vez mais, pelos materiais usados!

Votos de um início de semana pacífico, sem grandes sustos e... Boas Ideias!

Saias...

... franzidas e de pregas:


A ideia de hoje é simples e pode ajudar muitas Mamãs no seu dia a dia ou numa necessidade de última hora, como foi o caso.

Estas saias foram feitas para as festas de final de ano letivo dos Filhotes, em anos diferentes (a azul no ano passado e as outras duas este ano).

* A saia azul foi a minha primeira aventura por esta área. Os tecidos foram fornecidos pela escola. O vermelho tinha de respeitar uma determinada distância entre as duas faixas. O objetivo era colar as flores de plástico autocolante, entre elas. Tirando o cuidado que tive com o detalhe das faixas, foi muito fácil de fazer:
- Unir a peça de tecido;
- Fazer a bainha inferior;
- Coser as faixas;
- Fazer uma bainha na parte superior e colocar o elástico;
Muito simples e rápido. O resultado final agradou-me, tirando dois aspectos, para mim muito importantes: achei que a saia tinha roda a mais e, talvez por esse motivo (ou não!), ficava muito armada!

* Este ano tive de fazer esta vermelha. Ainda mais simples do que a anterior.
Para não correr o mesmo risco do ano anterior, resolvi não usar todo o tecido, que a Filhota trouxe da escola. A olhómetro, cortei o excesso. Mesmo assim achei que iria armar muito, pois o tecido era muito teso. Consultei o amigo google e aprendi que, o segredo era fazer uma bainha alta. A saia ficava mais pesada na base e não armaria tanto. "Se bem aprendo... bem o faço!".
E, este ano, a saia da Filhota estava totalmente do meu agrado: na altura ideal, sem demasiado franzido e sem armar muito... caiu-lhe que nem uma luva!
Depois de feita foram colados os manjericos, também de plástico autocolante.

* A saia de pregas, foi para mim. Alguns Pais apresentaram uma coreografia e a exigência para as Mães era irem de saia de pregas xadrez. Supostamente éramos colegiais! O tecido foi-me oferecido e lá embarquei eu numa aventura... 
A bem da verdade, pensei que ia ser mais difícil! Claro que pesquisei para aferir alguns truques, mas tudo o que vi era muito complicado, como por exemplo (e isto é para quem sabe) a questão da medida na cintura ser diferente da medida na anca... O meu problema era "casar" o xadrez. Não fui capaz! Então, resolvi fazer tudo a direito e ver no que é que dava:
- Comecei por fazer as pregas: primeiro prendi-as com alfinetes, depois passei um alinhavo e finalmente meti-as na máquina;
- Medi a altura que pretendia (acima do joelho) e fiz a bainha alta;
- Depois uni a peça. Esta foi a parte mais difícil, pois a união tinha de ficar por baixo de uma prega. Mas lá consegui. Não fechei totalmente até acima para me facilitar vesti-la, já que a medida era a da minha cintura;
- Por fim, fiz um cinto e cosi-o na parte de cima da saia. Para fechar usei colchetes.
Devo informar que o resultado saiu melhor do que eu esperava. Tanto, que faz parte do meu guarda roupa e já a usei várias vezes. A Filhota adorou a saia e já me pediu uma igual. Vamos ver se me aventuro e se me saio tão bem!

E aqui estamos nós as duas prontinhas para as nossas atuações:


Continuação de bom fim de semana e... Boas Ideias!

domingo, 27 de outubro de 2013

Tapete de Trapilho (II)

Amigas leitoras e seguidoras apresento-vos o meu segundo
Tapete de Trapilho (Trapinhos).

Tapete de Trapilho

Nunca pensei conseguir em tão pouco tempo! Bastaram algumas alterações à minha rotina: quando levo os Filhotes para as atividades extra curriculares, costumava levar trabalho para fazer enquanto esperava por eles - passei a levar o prazer de fazer nós no meu tapete! Simples e eficaz! Em casa, cosia algumas tirinhas. Nas atividades, fazia nós.


A diferença deste tapete para o outro está na forma como o cosi: neste cosi as linhas pelo comprimento e no outro pela largura. Demorei mais tempo em cada linha mas poupei no total:
* Tempo médio para coser uma linha: 8 minutos
* Tempo médio para dar os nós numa linha: 11 minutos
Ou seja, cerca de 14 horas de trabalho.

Talvez pela forma como foi cosido, os números finais (estatísticas) foram diferentes. Aqui ficam, para quem se quiser dar ao trabalho de fazer as contas:
* Dimensões: 1,05 * 0,30 
* 43 linhas - cada linha começa e termina com 4 trapinhos brancos. A meio tem 5 trapinhos brancos. As duas partes coloridas têm 32 trapinhos, cada uma. Ao todo são 77 trapinhos (dá uma diferença, para menos, neste tapete, de cerca de 1.000 trapinhos!).

Para ter a noção da quantidade de "tecido" que gastei, desta vez, pesei os trapinhos:
* Branco 260 gramas
* Cores 580 gramas

E aqui está ele no seu lugar, a fazer companhia ao seu "irmão". No primeiro degrau, que é o degrau dos Papás:
Tapete de Trapilho

O Passo a passo pode ser visto ou revisto aqui.

Só um à parte para as meninas brasileiras que por aqui andam: em visita aos
 vossos blogue apercebi-me que usam o termo "costurar" (que, a meu ver,
talvez seja o mais adequado). Deve parecer-vos estranho eu usar "coser"!
Cá em Portugal é o termo que usamos, além de outros inseridos no contex-
to: "vou fazer uma saia"  ou "vou meter uma saia (na náquina)". 

Mais um desafio superado com satisfação!

Continuação de um ótimo fim de semana e... Boas Ideias!

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Encadernação de Cadernos Escolares (I)

A ideia de hoje é muito simples e básica:


Com o início das aulas começaram também as maratonas a encapar livros e cadernos.

Compro sempre os cadernos tradicionais de capa preta (e mais económicos). Ao encapar dou um toque pessoal. Até ao ano letivo passado usava fotografias dos Filhotes. Escolhia fotos divertidas e de momentos importantes. Além de bonitos, não podiam ficar mais personalizados! Enquanto foi novidade, serviram de exemplo para as professoras, que os indicavam aos outros meninos como modelo a seguir, no sentido de os pais não gastarem muito a comprar cadernos xpto com os bonecos do momento (noddy, kitty, ...).

Este ano resolvi inovar e, usei os únicos bocadinhos de tecido que não puderam ser aplicados nos meus tapetes. Estou a falar das partes estampadas. Contornei as imagens e colei nas capas dos cadernos. Depois foi só encapar, como habitualmente, com o plástico autocolante. Uma vez mais ficaram personalizados e, neste caso, o Filhote gostou da inovação e da surpresa.

Eu, que também sou muito crítica quanto ao que faço, achei que ficou muito preto a ver-se. Da próxima vez, que estiver a dar tesouradas em roupinhas, terei de ter em consideração deixar mais tecido à volta do desenho. À parte deste detalhe acho que ficou bom e ainda mais económico do que nos anos anteriores - poupei nas impressões das fotos!

Continuação de boa semana e... Boas Ideias!

sábado, 19 de outubro de 2013

Como dar uma nova vida a um Puf Pêra?

Xii! Há tanto tempo que não pulico nada! Não é porque não ande a fazer nada, bem pelo contrário: o segundo tapete já vai a meio. Impus a mim própria, como meta, terminá-lo até ao final deste mês. A este ritmo e se não houver nenhum percalço pelo caminho terminarei antes.
Neste mais de um mês de ausência andei a fazer uns arranjos que, por serem de tão pouca importância, não me mereceram destaque neste meu cantinho.

Mas outras ideias surgiram as quais, a seu tempo, publicarei, como é o caso deste puf pêra que andava cá por casa aos "tombos" e depois de uma tesourada ficou com um novo formato:


Esvaziei-o. O recheio é de esferovite, às bolinhas - foi uma diversão para a pequenada! Lavei-o e cortei a parte mais estreita. Ao coser fiz umas pregas. E tudo isto com a preciosa e divertida ajuda dos Filhotes. Sim porque, se esvaziar foi divertido, imaginem voltar a enchê-lo! Felizmente, o serviço foi feito na zona comum do condomínio...


Hoje fico-me por aqui. Mas brevemente haverá mais... e olhem que ainda não estou a falar do Natal!

Obrigada por, apesar destas ausências, continuarem a visitar-me!
Até já e Boas Ideias!

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Argolas de Guardanapos (II)

No mês passado a Filhota fez anos. Para as lembrancinhas dos convidados, resolvi repetir as argolas de guardanapos feitas de garrafas de plástico:


Em fevereiro passado já tinha apresentado estas duas que fiz cá para casa.

Para fazer a flor, desta vez, usei uma técnica diferente: em vez de passar as pétalas na vela, resolvi dobrar em bico. Gostei do efeito e deu muito menos trabalho. Para unir todas as peças usei cola quente (foi a minha primeira experiência com este material). Inicialmente não correu muito bem: ora a cola estava quente demais e derretia o plástico (principalmente na argola) ora estava pouco quente e não colava. Lá me fui adaptando e após algumas argolas derretidas:


Mais uma prendinha muito baratinha, bem ao meu jeito!
Lá diz o velho ditado: "no poupar é que está o ganho!". Eu diria que "não gasto com a reciclagem!".

O detalhe que aparece nos guardanapos "1 D" é, para quem não sabe, o símbolo da banda "One Direction". São os ídolos da Filhota!

Continuação de uma boa semana para todas. Obrigada pelos "recadinhos" e, já agora, dou as boas vindas à Helena.

Boas Ideias!

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Tapete de Trapilho (I)

Terminei o meu desafio! Finalmente!

Tapete de Trapilho

Valeu a pena todo o trabalho!

A Ideia:
Já por cá andava há muito tempo, só ainda não tinha encontrado a fórmula que mais me agradava. O meu lema "ter o menor custo possível" não era fácil de concretizar, pois todas as soluções que encontrava me obrigavam a adquirir este ou aquele material.
Um dia, deparei-me com esta solução, no blogue da Joana "Agulhas e Pincéis". Não segui a "receita" à risca, fiz as minhas adaptações. Por exemplo: como queria o tapete muito cheínho não usei nenhuma distância específica entre cada linha, fui cosendo, cosendo, ..., tudo muito juntinho. Apenas marquei/risquei o meio da base para saber onde fazer a divisão das cores. E, no final, resolvi dar os nós.

Materiais:
A base foi feita com os 3 pares de pernas que retirei das calças de ganga do Filhote aqui.
Os trapinhos (ou trapilhos, nunca sei muito bem como lhes chamar!) são o aproveitamento de roupas velhas (tshirts e calções de malha). Todos os anos faço separação da roupa que já não serve aos Filhotes - a que ainda está em condições de uso dou a quem necessita, a restante (com nódoas/manchas e já muito gastas) guardo, pois pode vir a fazer jeito. A roupa da Mamã e do Papá, regra geral, vai diretamente para o caixote da reciclagem.

O Destino:
Em nossa casa há muitas regras e uma delas é: ao entrar, o calçado da rua fica no primeiro/segundo degrau das escadas e daí para dentro usamos chinelos/pantufas (a exceção é para as visitas, claro!). Este "fofinho" tem lugar reservado no segundo degrau, que é o degrau dos Filhotes, daí a divisão das cores.

Características:
Dimensões: 1,05 * 0,30 
Da esquerda para a direita:
* 4 linhas de branco
* 71 linhas de rosa
* 8 linhas de branco
* 75 linhas de azul
* 4 linhas de branco
Cada linha começa e termina com 4 trapinhos brancos e tem ao todo 27 trapinhos.

No passo a passo abaixo explico tudinho, desde o trapilho ao produto final:
Cronometrei a produção do tapete, ou seja, desde que comecei a coser até que terminei o último nó - foram cerca de 18 horas de trabalho:
* Tempo médio para coser uma linha: 3,5 minutos
* Tempo médio para dar os nós numa linha: 3 minutos

O trapilho, fui fazendo. Normalmente cortava uma ou duas peças de roupa enquanto esperava que a máquina da roupa terminasse, enquanto aguardava o almoço/jantar ficar pronto, ... Enfim não foi de empreitada e, como tal, não tenho a noção do tempo. Mas foram muitas, muitas tshirts e alguns calções. Neste ponto, e no que diz respeito às quantidades, a única referência que posso dar é que a meio do azul fiquei sem branco e nessa altura tive de fazer mais trapilho. Usei duas Tshirts do Mô para poder terminar o trabalho. Nas partes rosa e azul usei, essencialmente, roupas dos Filhotes (tamanhos bem mais pequenos - maior quantidade de peças).

Tenho material para fazer outro (para o primeiro degrau). Vamos ver se consigo fazê-lo ainda antes do Natal!

Espero que tenham gostado. Eu cá gostei muito!

Boa semana e... Boas Ideias!


Atualização

O segundo tapete também já está prontinho: "Tapete de Trapilho (II)"

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Ponto de Cruz - Colcha

Era um simples pano de tabuleiro.


Para os meus padrões: nem muito complicado, nem muito simples. Com boa memória visual fazia-se bem...

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Bolachas de Canela

Este recomeço, pós férias, está difícil. Esta publicação já devia ter saído na quinta-feira passada, mas...
Falemos de coisas mais agradáveis: o que acham deste  recomeço?


Se não for para apreciarmos, será mais pelo prazer da diversão e confusão instalados por toda a cozinha, graças aos Filhotes.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

De regresso... espero eu!

De férias... já regressei. Da gripe e da sinusite... lá me consegui livrar, a muito custo, devo frisar!


Foram três semanas em que não conseguia sequer encarar a luz do dia,
daí a foto com óculos de sol.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Férias, Gripe e Sinusite...

É isso mesmo... e por esta ordem.


Entrei, finalmente, de férias mas a acompanhar veio uma gripe e uma sinusite que só não me atiraram para a cama porque os Filhotes e os planos que já tínhamos não me permitiram tal luxo.

domingo, 28 de julho de 2013

Cokinhos

Vamos "desenjoar" e mudar um pouco de assunto? Então cá vai: no passado fim de semana eu e os Filhotes encostamos, literalmente, a barriga ao fogão e resolvemos aventurar-nos a fazer uns docinhos para um lanche convívio do prolongamento (CAF).


Hoje vou apresentar os cokinhos que fizemos. Foi a nossa primeira vez por estas andanças e... não é que nos saímos muito bem!?

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Ponto de Cruz para Bébé (Quadros)

A Ideia de hoje pretende encerrar o capítulo do Ponto de Cruz para Bébé. Lembam-se de, na última publicação, mencionar "... algo que parecia esquecido!"?


Estava precisamente a referir-me a estes quadros que estão nas portas e paredes dos quartos dos Filhotes.

domingo, 14 de julho de 2013

Ponto de Cruz para Bébé (cont.)

Olá Amigas. Tal como prometido na última publicação, hoje, vou mostrar-vos os lençóis que bordei em ponto de cruz, para os Filhotes:


Os detalhes:

terça-feira, 9 de julho de 2013

Ponto de Cruz para Bébé

Olá a todas. Antes de mais quero desculpar-me por esta ausência: muito trabalho e... muitos passeios, para aproveitar o bom tempo!


Inspirada pela Joana das "Agulhas e Pincéis", hoje trago alguns trabalhos que fiz em ponto de cruz, enquanto aguardava pela chegada dos Filhotes.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Espantalho ou boneca de trapos!?

Olá amigas leitoras, hoje trago-vos um daqueles trabalhinhos que menciono na
introdução do blogue:


O objetivo era fazer um espantalho, mas...!

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Leite Creme

Não sou uma pessoa muito dada a doces. O Mô? É como eu! Os Filhotes... saíram aos Papás!!!!


Quando acontece algum doce sair das minhas mãos (e são muito poucos) é porque, cá em casa, é devorado apreciado.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Como evitar que as mangas dos pijamas subam pelo braço (versão meia estação)


Passou o frio e vieram as noites mais quentes... quer dizer, ainda estamos à espera que as ditas cheguem...


Mas os pijamas de meia estação já saíram da gaveta e o Mô lá veio pedir-me o arranjo dos mesmos. Desta vez o pedido estendeu-se também às calças.

terça-feira, 4 de junho de 2013

Sacos cama

Aqui está uma ideia para quem gosta de campismo e não só...


...estes sacos cama também podem ser usados em casa. São muito práticos para beliches e camas encostadas à parede.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

O que fazer com as calças rotas nos joelhos ou que deixaram de servir?


Simples, simples... transformá-las em calções!


Neste final de inverno algumas calças de ganga do Filhote já não tinham ponta por onde se lhe pegasse: muito rotas/muito remendadas, nos joelhos.

terça-feira, 14 de maio de 2013

Desafio!

Hoje vou lançar um desafio:


Tenho em mãos um trabalho que muito trabalho (!) me tem dado! Já está quase a meio. É moroso mas está a ficar muito giro!

sábado, 11 de maio de 2013

Tintas caseiras

Como já referi neste meu cantinho, todos os anos ofereço um miminho, feito por mim, aos Filhotes. Este ano resolvi inovar e, no Dia da Mãe, tivemos uma atividade.


Fazer tintas caseiras.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...